Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Presidente do hospital São João elogia "enorme dignidade" de Francisco Ramos

Francisco Ramos demitiu-se da função de coordenador da Task Force de vacinação Covid.
Lusa 3 de Fevereiro de 2021 às 22:49
Fernando Araújo, ex-secretário de Estado da Saúde
Fernando Araújo, ex-secretário de Estado da Saúde FOTO: Tiago Petinga/Lusa
O presidente do Hospital de São João, Porto, Fernando Araújo, elogiou esta quarta-feira o anterior coordenador da 'task force' para a vacinação contra a covid-19 pela "enorme dignidade" em "assumir responsabilidades, mesmo quando não se tem responsabilidade direta nos erros".

Fernando Araújo, que falava aos jornalistas esta noite em frente às urgências do Hospital de São João, onde decorria neste hospital do Porto a operação de acolhimento de 15 doentes do Hospital Amadora/Sintra, foi convidado a comentar a nomeação do vice-almirante Henrique Gouveia e Melo que substitui Francisco Ramos.

"Não o conheço. Respeito a decisão. Precisamos de gente com capacidade e competência. Mas aproveito para deixar uma nota ao doutor Francisco Ramos que, com enorme dignidade, assumiu os erros que a instituição que dirige teve e teve a capacidade de ler e apresentar a sua decisão", referiu o presidente do concelho de administração do Centro Hospitalar e Universitário de São João.

O dirigente deste equipamento do Norte do país defendeu que "às vezes é necessária a capacidade de assumir responsabilidades, mesmo quando não se tem responsabilidades diretas sobre o assunto".

O vice-almirante Henrique Gouveia e Melo é o novo coordenador da `task force´ para o plano de vacinação contra a covid-19, substituindo Francisco Ramos, que apresentou a sua demissão do cargo, anunciou hoje o Governo.

"O Governo nomeou o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo para coordenador da `task force´ do plano de vacinação contra a covid-19 em Portugal", adiantaram os ministérios da Saúde e da Defesa Nacional em comunicado, avançando que o militar assume essas funções de imediato.

O novo coordenador, vice-almirante Henrique Gouveia e Melo, assegurou hoje que vai apertar as regras e o controlo do processo, além de exigir uma maior consciencialização dos envolvidos.

"Claro que vamos apertar mais as regras, o aperto das regras é uma coisa importante, e o aperto do controlo também é importante, e também a consciencialização das pessoas que estão no processo", afirmou aos jornalistas em declarações transmitidas pela RTP3.

Ver comentários
}