Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

"Genocídio e assassino": Gouveia e Melo insultado em protesto com empurrões no centro da vacinação Covid de Odivelas

"As pessoas têm direito à sua opinião, mas o uso de insultos afasta-nos do estado democrático em que vivemos", sublinhou.
Correio da Manhã 14 de Agosto de 2021 às 22:27
A carregar o vídeo ...
"Genocídio e assassino": Gouveia e Melo insultado em protesto com empurrões no centro da vacinação Covid de Odivelas
O vice-almirante Gouveia e Melo, coordenador da task-force para a vacinação, foi recebido por um grupo de manifestantes negacionistas da Covid-19 que gritavam "genocídio e assassino", este sábado, no centro de vacinação de Odivelas, onde decorre a vacinação de jovens de 16 e 17 anos.

"Há sempre pessoas que têm direito à sua opinião, no entanto, esse direito não pode implicar a dos outros. O uso de insultos afasta-nos do estado democrático em que vivemos", sublinhou Gouveia e Melo, anunciando que, até ao momento, pelos menos já 102 mil jovens foram vacinados contra a Covid-19.

"O obscurantismo é triste", reforçou.

Sobre o processo de vacinação em todo o País, Gouveia e Melo sublinhou que "as pessoas apresentam-se de forma livre" e não devem ficar assustados com efeitos dos fármacos. "Não devemos ter medo! Medo de quê?", questionou.

"Peço para nos ajudarem a passa a importância da vacinação dos jovens", apela o vice-almirante.

Ao sair do espaço, foi acompanhado por escolta da PSP e novamente vaiado pelos manifestantes, que não envergavam máscara.
Ver comentários