Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Gouveia e Melo em destaque no New York Times como "chave" do sucesso da vacinação em Portugal

Numa altura em que o mundo sofre com a variante Delta do vírus, o jornal norte-americano considera que o País está "contra a maré".
Correio da Manhã 2 de Outubro de 2021 às 14:37
O vice-almirante Henrique Gouveia e Melo
O vice-almirante Henrique Gouveia e Melo FOTO: Carlos Dias

Portugal está entre os países mais vacinados do mundo e o vice-almirante Gouveia e Melo é destaque na imprensa internacional como a "chave" para que o processo de vacinação tenha corrido bem.

O jornal The New York Times começa por explicar que em janeiro os hospitais portugueses estavam à beira do colapso, com o aumento de infeções no país e com um programa de vacinação que mostrava ser ineficaz.

Ainda assim, Gouveia e Melo conseguiu "endireitar o navio" e colocar Portugal com 86% da população totalmente vacinada, cerca de 10,3 milhões de pessoas.

O jornal norte-americano destaca que outros governos olham para a estratégia portuguesa para conseguir perceber o que devem adotar e também para perceber o que acontece num país quando quase todas as pessoas elegíveis para levar a vacina contra a Covid-19 estão protegidas.

Numa altura em que o mundo sofre com a variante Delta do vírus, o jornal considera que Portugal está "contra a maré" e a figura de Gouveia e Melo é retratada como "essencial" para tal.

"Os outros governos precisam de encontrar pessoas que não sejam políticos", referiu o vice-almirante explicando que para que a campanha de vacinação tenha sucesso é fundamental ser visto como "um distanciado da política".

Apenas 2,2% da população portuguesa não quer a vacina, segundo avançao The New York Times, o que contrasta com os 40% que não queriam ser inoculados antes de Gouveia e Melo ter tomado as rédeas do processo de vacinação contra a Covid-19.

Ver comentários