Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Do fim do isolamento à utilização da máscara só em alguns locais. Veja aqui as regras em vigor a partir de hoje

Entrou em vigor, esta sexta-feira, a terceira fase do plano de desconfinamento.
Correio da Manhã 1 de Outubro de 2021 às 20:26
Controlo da temperatura nas escolas
Controlo da temperatura nas escolas FOTO: Getty Images
A Direção-geral da Saúde atualizou algumas das normas sobre as regras em vigor no âmbito da pandemia da Covid-19. A partir desta sexta-feira, inicia-se a terceira fase do plano de desconfinamento que prevê o alívio das restrições. 

Das medidas já anunciadas pelo Governo, na semana passada, como a reabertura das discotecas e bares, o fim da obrigação do uso de máscaras nas ruas e o fim das limitações de clientes em restaurantes e cafés.

Esta sexta-feira, ficou conhecido mais um conjunto de medidas divulgadas pela DGS:

Vacinados com teste negativo deixam de precisar de isolamento

As pessoas com vacinação completa que tenham tido um contacto de risco deixam de fazer isolamento se testarem negativo à covid-19, exceto se forem coabitantes e partilharem o mesmo quarto com a pessoa que testou positivo.

Segundo uma norma divulgada esta sexta-feira pela Direção Geral da Saúde (DGS), estão obrigados a isolamento os contactos de casos confirmados no contexto de surtos em lares e em outras estruturas para pessoas idosas, unidades de cuidados continuados, de acolhimento de crianças e jovens em risco, cadeias e centros de acolhimento de migrantes e refugiados.

O mesmo acontece para quem resida ou trabalhe em Estruturas Residenciais para Idosos (ERPI) ou em outras respostas similares dedicadas a pessoas idosas, que são igualmente considerados contactos de alto risco e, por isso, sujeitos a isolamento profilático.

De acordo com a DGS, "em situação excecionais, a Autoridade de Saúde pode determinar, fundamentada numa avaliação de risco caso a caso, o isolamento profilático a contactos de caso confirmado de infeção por SARS-CoV-2/covid-19 em outras circunstâncias não previstas na presente norma".

Máscara mantém-se nos ginásios, mas certificado digital deixa de ser obrigatório
A máscara vai manter-se obrigatória nos ginásios, revela a norma da Direção Geral da Saúde publicada esta sexta-feira. A medida aplica-se aos funcionários e praticantes. A dispensa da obrigatoriedade da máscara aplica-se, no entanto, durante a lecionação dos treinos por parte dos professores e pelos praticantes durante ou na fase de recuperação pós-exercício.

O Certificado Digital da Covid-19, que era necessário para a frequência de aulas, deixa de ser obrigatório. No entanto, a apresentação do mesmo é recomendada.

As saunas, banhos turcos e hidromassagens/jacuzzis e equipamentos onde possam ocorrer
a produção de aerossóis podem reabrir com algumas medidas, nomeadamente a desinfeção das mãos à entrada dos espaços. É ainda recomendado o distanciamento de 1,5 metros entre praticantes. Deve ser privilegiado o recurso a marcações prévias de treinos e aulas de grupo.

Uso de máscaras no recreio das escolas deixa de ser obrigatório
O uso de máscaras no recreio das escolas deixa de ser obrigatório e as medidas de isolamento profilático de contactos de baixo risco passam a ser mais flexíveis, segundo normas divulgadas esta sexta-feira pela Direção-Geral da Saúde.

A nova versão do documento "Referencial Escolas - Controlo da transmissão de Covid-19 em contexto escolar" para o ano letivo 2021/2022 resulta de uma revisão efetuada pela Direção-Geral da Saúde ao referencial existente, "à luz dos princípios de evidência (prova) e conhecimento científicos, bem como da evolução do estado vacinal da população e da situação epidemiológica do país", lê-se no documento publicado no site da DGS.

O referencial determina que "qualquer pessoa com idade superior a 10 anos, e, no caso dos alunos, a partir do 2.º ciclo do ensino básico, independentemente da idade, deve obrigatoriamente utilizar máscara comunitária certificada ou máscara cirúrgica para o acesso ou permanência no interior dos estabelecimentos de educação e/ou ensino".

Recintos desportivos voltam a ter lotação máxima a partir de hoje
A partir desta sexta-feira há um conjunto de novas regras  que entram em vigor para os recintos desportivos. A DGS prevê que esses locais, sejam em ambiente fechado ou aberto, podem ser novamente ocupados na sua lotação máxima, no entanto, vão continuar a existir normas de proteção individual que a PSP vai monitorizar o cumprimento das mesmas. 

Portugal deixa de exigir isolamento profilático à entrada no País

Quem viajar para Portugal a partir desta sexta-feira deixa de estar obrigado a isolamento profilático independentemente da origem, de acordo com as novas regras da última fase de desconfinamento, refere uma nota do Ministério da Administração Interna (MAI).

Em comunicado sobre um conjunto de regras que vigoram até hoje, a menos que a evolução epidemiológica obrigue a alterações, o MAI refere que "deixou de haver países cuja origem determina a sujeição a isolamento profilático".

Ver comentários
}