Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Bispos pedem aos padres para resistirem às tentações

Nas missas que os sacerdotes concelebraram com os seus bispos, falou-se da tentação, da pandemia e da atualidade política.
Secundino Cunha 2 de Abril de 2021 às 10:00
Na celebração da Missa Crismal, D. Manuel Clemente benzeu os óleos que serão usados nos sacramentos
Na celebração da Missa Crismal, D. Manuel Clemente benzeu os óleos que serão usados nos sacramentos FOTO: Patriarcado de Lisboa
O bispo de Viseu, D. António Luciano, pediu ontem aos sacerdotes que resistam "às tentações" que colocam "em risco a fecundidade do ministério sacerdotal". Na Sé de Viseu, o prelado lembrou que a "vida espiritual e fraterna", será um "alicerce" para pertencer "verdadeiramente livre a Cristo" e referiu que as crises não são só para os outros e que também "atingem os padres".

A Missa Crismal, na manhã de quinta-feira santa, é aquela em que os padres concelebram com o seu bispo. O cardeal de Leiria-Fátima, D. António Marto, realçou a importância da amizade e da "fraternidade entre os padres. Já D. Virgílio Antunes pediu aos sacerdotes que se lembrem dos frágeis.
"É tempo de incluirmos a pastoral dos doentes, dos frágeis e dos que estão sozinhos no nosso programa pessoal", disse o bispo de Coimbra, desejando "ânimo, coragem e criatividade" na adversidade.

Os tempos de pandemia que vivemos foram o mote de D. Manuel Clemente. O Cardeal-Patriarca de Lisboa falou de esperança e disse que "a nova normalidade terá de ser certamente mais capaz de todos e para todos". O arcebispo de Évora, D. Francisco Senra, apelou à responsabilidade e, na Páscoa, pediu aos fiéis respeito pelas normas sanitárias.

O arcebispo de Braga preferiu lembrar os católicos das suas responsabilidades políticas, referindo que "o cristão não deve permitir que apenas alguns, por razões ideológicas ou interesses pessoais, estejam a construir uma sociedade sem valores e referências".

Novas regras nas fronteiras
A fronteira terrestre tem desde ontem novas regras, passando a ser obrigatória quarentena para as pessoas provenientes do Reino Unido, Brasil, África do Sul e países com 500 casos de Covid.

SNS24 atendeu 1,6 milhões de chamadas
A Linha SNS24 atendeu nos primeiros três meses deste ano mais de 1,6 milhões de chamadas, mais do dobro do verificado em igual período de 2020 – na altura foram atendidas 700 mil.

Realizar exames para melhorar nota
O Parlamento recomendou ao Governo que permita aos alunos do Secundário a realização dos exames para efeitos de melhoria da classificação e não apenas para o acesso ao Ensino Superior.
D. António Luciano Sé de Viseu Cristo SNS24 religião
Ver comentários
}