Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ministério Público pede mais cadeia para Dias Santos no processo Aquiles

Das 10 condenações a penas efetivas aplicadas (entre 27 arguidos), o MP apenas recorreu dessas duas.
Miguel Curado 2 de Outubro de 2021 às 11:07
Dias Santos foi coordenador
Dias Santos foi coordenador FOTO: CMTV
O Ministério Público (MP) recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa das condenações do ex-coordenador da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico da PJ, Dias Santos, e de António Benvinda, informador do processo Aquiles, pedindo que ambos sejam punidos por tráfico agravado.

Das 10 condenações a penas efetivas aplicadas (entre 27 arguidos), o MP apenas recorreu dessas duas. Num recurso feito do procurador João Paulo Rodrigues, a que o CM teve acesso, está escrito: "Se se condenou o arguido (Dias Santos) a seis anos de prisão por adesão à associação criminosa, pela alegada prestação de informações a redes de tráfico, o mesmo deve ser também condenado por auxílio ao crime de tráfico", refere o despacho. Recorde-se que Ricardo Macedo, inspetor-chefe da PJ, foi absolvido.

O MP também quer agravar a pena a António Benvinda, informador da PJ, condenado a 5 anos e meio de prisão por tráfico agravado.
Ver comentários