Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

GNR com dificuldades em apurar velocidade exata do carro de Eduardo Cabrita que vitimou trabalhador na A6

Núcleo de Investigação de Acidentes da GNR de Évora ainda não conseguiu chegar à centralina do BMW. Ministro reage duas semanas depois.
Miguel Curado e José Durão 3 de Julho de 2021 às 01:30
Conteúdo exclusivo para Assinantes Assine já Se já é assinante faça LOGIN
Exclusivos
GNR sem máscara diz que "Covid já não existe" e agride jovem durante ocorrência em Gondomar. Veja as imagens
A GNR está com dificuldades em apurar a velocidade a que seguia o BWM que transportava o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, quando, pouco depois das 13h00 de 18 de junho, atropelou mortalmente o trabalhador Nuno Santos, na A6. Os investigadores ainda não acederam à centralina (‘coração’ eletrónico da viatura, que poderá guardar registo da velocidade no momento) e a única estimativa que para já existe, cerca de 200 km/h , foi alcançada através de um cálculo desde a passagem na portagem, as câmaras da autoestrada e a hora do acidente.





Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso à edição digital e a todos os conteúdos exclusivos do site no pc, tablet e smarphone
Assine já 1 mês/1€
Para ler este e todos os EXCLUSIVOS DE HOJE no site 1€ (IVA incluído)
UTILIZE O
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas