Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Marcos Perestrello

O Orçamento começa a mexer

As Finanças sabem tudo das nossas vidas patrimoniais e no momento da morte batem à porta logo a seguir à agência funerária.

Marcos Perestrello 25 de Agosto de 2021 às 00:30
Ficámos a saber nas últimas semanas que, mais uma vez, a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública foi condenada a pagar 850 mil euros relativos a certificados de aforro, de cuja existência os herdeiros só tiveram conhecimento 16 anos depois da morte dos titulares dos certificados.

As Finanças sabem tudo das nossas vidas patrimoniais e no momento da morte batem à porta logo a seguir à agência funerária, mas fazem segredo do dinheiro que lhes emprestaram na esperança de com o passar do tempo não ser reclamado e engordar os cofres públicos.



Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas