Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Francisco José Viegas

Blog

Jorge Luís Borges considerava-o o mais perfeito de todos os livros – mas seria uma injustiça esquecer ‘Vida Nova’.

Francisco José Viegas 14 de Setembro de 2021 às 00:30
Há 700 anos, a 14 de setembro, morria Dante Alighieri (1265-1321), não só o poeta nacional italiano, e emblema de Florença, onde nasceu, mas um dos mais influentes autores na história da literatura ocidental (no pódio com Shakespeare ou Cervantes).

A ‘Divina Comédia’, escrita ao longo de quase 20 anos, não só inventou a língua italiana vulgar, por não utilizar o latim, mas representa, na sua perfeita geometria e na sua organização rigorosa, uma espécie de cosmovisão mística, alegórica e moral do final da Idade Média, com a sua visão do Inferno, do Purgatório e do Paraíso.



Dante Alighieri Blog Shakespeare Cervantes DOUGLAS STUART Florença artes cultura e entretenimento literatura
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
}