Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Custos agravados

O aumento quase pornográfico da fatura dos combustíveis é um exemplo do agravamento do custo de vida.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 14 de Agosto de 2021 às 00:32
A inflação começa a dar sinais de vida. A variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) foi 1,5% em julho de 2021. Mas a perceção das famílias da subida de preços é muito superior aos valores registados nos indicadores oficiais.

O aumento quase pornográfico da fatura dos combustíveis é um exemplo do agravamento do custo de vida, o mesmo acontece com os preços de habitação e de construção, que estão a encarecer a um ritmo várias vezes superiores ao do índice oficial da inflação.



Índice de Preços no Consumidor IPC questões sociais economia negócios e finanças macroeconomia preços
Ver comentários
Hoje nas bancas
Capa do Dia
A primeira página do Correio da Manhã e o acesso ao e-paper Ver todas as
primeiras páginas
}