Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Recluso corta cara de pedófilo com lâmina de barbear na cadeia e apanha mais cinco anos de prisão

Tribunal estendeu a sentença de sete anos e meio.
Correio da Manhã 3 de Outubro de 2021 às 19:04
Prisão
Prisão FOTO: Getty Images
Um prisioneiro que cortou a cara de um pedófilo com uma lâmina de barbear, na Inglaterra, foi condenado a mais cinco anos de prisão. 

Daniel Andrews, de 28 anos, atacou Jordan Murray depois de descobrir que este fora preso por crimes sexuais contra crianças, avança o The Mirror. O caso ocorreu em 2019, quando os dois homens estavam na ala médica da prisão de HMP Altcourse, em Liverpool. 

O tribunal decidiu estender a pena de prisão de Andrews, que já cumpria uma sentença de sete anos e meio. Tinha 39 condenações anteriores por 75 crimes.

O ataque ocorreu quando Murray, que regressava à cela, foi chamado por Andrews. Apesar de não o conhecer ficaram à conversa e durante esse tempo acabou por contar-lhe a razão pela qual foi condenado. Antes de Andrews desferir o golpe, Murray recorda que este lhe disse: "não gosto de pessoas que falam com crianças".

Murray foi levado para as urgências, onde levou mais de 100 pontos. Ficou com uma cicatriz de 15 centímetros na face direita. 

Um guarda prisional perguntou a Andrews porque tinha atacado o outro prisioneiro. O homem alegou ter ouvido vozes que lhe disseram para o fazer. "Ele tem duas vítimas. Pense nelas", acrescentou. 


Peter Eguae, advogado de Andrews, lembrou em tribunal, que este se encontrava na ala médica à época do ataque devido a problemas de saúde mental. 

Numa nota escrita por Murray ao tribunal, sumarizada pelo advogado, o homem disse que sempre que vê a cicatriz se recorda do ataque. 
Inglaterra Daniel Andrews Jordan Murray crime lei e justiça prisão ataque pedófilo lâmina de barbear
Ver comentários