Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Homem condenado a seis semanas de prisão por não usar máscara em Singapura

Inglês recusou-se a usar máscara num comboio, causou distúrbios e agrediu verbalmente os funcionários.
Correio da Manhã 19 de Agosto de 2021 às 14:26
Máscara cirúrgica contra a Covid-19
Máscara cirúrgica contra a Covid-19 FOTO: Getty Images

Um tribunal de Singapura sentenciou, esta quarta-feira, um homem inglês a seis semanas de prisão por não usar máscara na rua. Benjamin Glynn foi considerado culpado da prática de quatro crimes, depois de se ter recusado a usar máscara num comboio, causado distúrbios e agredido verbalmente funcionários públicos, em maio passado.

De acordo com a agência Reuters, o homem de nacionalidade inglesa foi submetido a uma avaliação psiquiátrica, numa primeira fase. Já em tribunal, pediu para que o juiz deixasse cair as "acusações ilegais" e lhe devolvesse o passaporte para poder voltar ao Reino Unido e estar com a família.

O juiz de Singapura respondeu que Glynn estava "completamente equivocado" por acreditar que estava isento de cumprir as regras do uso obrigatório de máscara naquele país.

Singapura tem aplicado várias restrições no combate à pandemia da Covid-19 e já em fevereiro tinha sentenciado outro cidadão britânico a duas semanas de prisão, depois de este ter escapado do hotel para se encontrar com a noiva enquanto estava em quarentena.

Singapura questões sociais crime lei e justiça máscara Covid-19
Ver comentários