Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Human Rights Watch apela a países que ajudem afegãos civis em perigo

Organização pede que se suspendam "imediatamente" as deportações de quem fugiu do país.
Lusa 14 de Agosto de 2021 às 10:52
Civis fogem do avanço talibã
Civis fogem do avanço talibã FOTO: M Sadiq / EPA
A organização Human Rights Watch (HRW) apelou este sábado aos governos estrangeiros que ajudem a sair do Afeganistão os civis em risco de serem perseguidos pelos talibãs e que suspendam "imediatamente" as deportações de quem fugiu do país.

Na última semana, metade das capitais de província afegãs (17 das 34) foram conquistadas pelos talibãs, que "têm uma longa história de abuso ou morte de civis que consideram 'inimigos'", alertou hoje Patricia Gossman, diretora da HRW Ásia, acrescentando que tanto os governos quanto as agências da Organização das Nações Unidas (ONU) "devem fornecer proteção e ajudar afegãos em risco e tornar o processamento de documentos de viagem e transporte uma prioridade".

A organização defende que os governos estrangeiros presentes no Afeganistão "devem priorizar a emissão de vistos e ajudar a garantir a passagem segura de civis [afegãos] que os talibãs possam atacar por causa de seu trabalho ou estatuto anterior, juntamente com os seus familiares diretos".

Ver comentários