Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Homem internado com Covid-19 lamenta não ter sido vacinado e faz pedido especial ao filho

Depois de um mês no Hospital Travis Campbell pediu ao adolescente para levar a irmã ao altar se ele não sobrevivesse.
Adriana Alves e Cátia Pereira de Sá 9 de Agosto de 2021 às 18:55
Travis Campbell partilha diário em vídeo a partir do seu quarto de hospital sobre a sua luta contra o vírus
Travis Campbell partilha diário em vídeo a partir do seu quarto de hospital sobre a sua luta contra o vírus FOTO: Facebook/Travis Campbell
Travis Campbell está hospitalizado com Covid-19 desde Julho. A partir do seu quarto de um hospital na Virgínia, nos Estados Unidos, começou a gravar um diário em vídeo para a sua página de Facebook. Nela partilha a sua luta contra o vírus e lamenta a decisão de não ser vacinado, escreve o canal americano CNN.

Toda a família testou positivo para a covid-19, mas tiveram apenas sintomas ligeiros. Campbell foi o único a ser internado. "Estraguei tudo", disse num vídeo que publicou na quarta-feira. "Não levei a vacina… Foi um erro", admite.

A evolução do seu estado de saúde é visível nos vídeos que grava. Nos primeiros, no início de julho, falava sem dificuldades, mas no final do mês teve de passar a receber oxigénio. Ele e a mulher chegaram a ter de discutir se autorizavam os médicos a ligá-lo a um ventilador caso a situação piorasse.

Durante o tempo no hospital começou a surgir-lhe um pensamento: podia não chegar a ver o casamento da filha, que tem atualmente 19 anos. "Liguei ao meu filho de 14 anos … e pedi-lhe permissão para, caso se eu não volte a casa, ele possa levar a irmã ao altar no dia do casamento", disse noutro vídeo.

À CNN Travis Campbell e a mulher explicaram que a família não foi vacinada porque acharam que já tinham tido a doença, quando a equipa de basquetebol da filha ficou infetada.

"Devia ter levado os meus filhos e a minha esposa e receber a vacina de qualquer maneira. Mas estou a pagar o preço", afirmou. Deixa um apelo para todos: Vá vacinar-se, por favor."
Covid-19 Estados Unidos saúde doenças vacinação Virgínia
Ver comentários
}