Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Cientistas de Wuhan “planearam infetar morcegos com Covid-19” em 2018, revela relatório

Documentos de 2018 foram publicados por uma equipa de cientistas que investiga as origens da Covid-19.
Correio da Manhã 22 de Setembro de 2021 às 09:45
Morcegos
Morcegos FOTO: Getty Images
Um relatório divulgado esta quarta-feira diz que os cientistas de Wuhan, na China, planearam libertar o coronavírus em cavernas de morcegos para os infetar com a doença que poderia também contagiar os seres humanos.

Segundo o jornal Mirror, documentos datam de 2018 e foram publicados pela Drastic, uma equipa de cientistas baseada na Internet que investiga as origens da Covid-19.

Os investigadores alegam que tiveram acesso aos documentos a partir de uma fonte a anónima e referem ainda que os EUA trabalharam com o laboratório de Wuhan numa tentativa "perigosa" de infetar morcegos e seres humanos com Covid-19.

Em 2018, esta proposta chamada de  ‘Defuse’ não conseguiu obter o financiamento necessário, sendo portanto recusada.

O jornal Mirror diz também que nos documentos a rejeição da proposta liderada por Peter Daszak é justificada com o "risco" em que as comunidades locais poderiam ser colocadas se a equipa não conseguisse prever os perigos associados à intensificação do vírus.   

A investigação da Organização Mundial da Saúde sobre a origem da pandemia do coronavírus não descarta nenhuma teoria por trás do surto e considera que "todas as opções permanecem em cima da mesa". 

China Wuhan Covid-19 Mirror saúde doenças
Ver comentários