Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Air France suspende rotas que usam o espaço aéreo afegão

Companhia refere que a "segurança dos clientes é um imperativo absoluto".
Lusa 16 de Agosto de 2021 às 11:56
Air France
Air France FOTO: Getty Images
A companhia aérea francesa Air France indicou hoje que vai evitar "até nova ordem" o espaço aéreo afegão, por motivos de segurança, afetando a duração de voos para alguns destinos.  

Num comunicado enviado à agência Efe, a companhia refere que a "segurança dos clientes é um imperativo absoluto".

A Air France indica igualmente que tomou a decisão na sequência das recomendações comunicadas pelas autoridades locais responsáveis pela aviação civil.

Evitar o espaço aéreo afegão vai implicar a alteração de alguns planos de voo e demoras nas ligações entre Paris e Banguecoque, Bangalore, Bombaim, Nova Deli, Chennai (Madras), Ho Chi Minh City e Singapura.  

As medidas que foram anunciadas hoje afetam sobretudo as ligações entre a capital francesa e Banguecoque, Nova Deli e Singapura. 

Anteriormente, o grupo de aviação Lufthansa já tinha anunciado a suspensão "até nova ordem" do sobrevoo do Afeganistão, onde as forças talibãs recuperaram o poder provocando a saída urgente de cidadãos estrangeiros.

"Todas as companhias aéreas do grupo suspenderam os voos sobre o Afeganistão até nova ordem", indicou a Lufthansa através de um comunicado enviado à agência France Presse.

"Esta medida visa assegurar a segurança aérea", refere o grupo alemão detido pelas companhias Austrian Airlines, Swiss, Brussel Airlines e Eurowings. 

"Em consequência, a duração dos voos com destino à Índia, entre outros, vai demorar mais uma hora", alertou o grupo Lufthansa. 

Com a tomada de Cabul, no domingo, os talibãs reconquistaram o poder no Afeganistão, após 20 anos de guerra, na sequência da retirada das forças dos Estados Unidos, negociada em fevereiro de 2020. 

 

Banguecoque Air France Air France Lufthansa Nova Deli Singapura Afeganistão economia negócios e finanças
Ver comentários