Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
3

Direito de Resposta do Agrupamento de Escolas Virgílio Ferreira

Direito de resposta relativo à notícia ‘Festas nas escolas promovem contágio’ publicada no Correio da Manhã.
31 de Dezembro de 2020 às 01:30
A propósito da notícia publicada no CM de 20/12/2020, com o título ‘Festas nas escolas promovem contágio’, recebemos o seguinte Direito de Resposta da Direção do Agrupamento de Escolas Virgílio Ferreira:

“1. Noticiou-se na peça de autoria do Senhor Bernardo Esteves que várias escolas pelo país promoveram festas de Natal, sendo uma das escolas a Escola Básica nº 1 de Telheiras, pertencente ao Agrupamento de Escolas Vergílio Ferreira (AEVF).

2. Segundo o autor da notícia, nessa escola “realizou[-se] na semana passada uma festa com centenas de alunos, professores e funcionários”.

3. Do teor dessa notícia, resulta também que “a escola está em obras e a festa decorreu num espaço exíguo entre pavilhões com cerca de 400 pessoas”.

4. Para bom esclarecimento dos leitores do Jornal Correio da Manhã, informa-se que jamais a Direção do Agrupamento de Escolas Vergílio Ferreira, ao qual pertence a Escola Básica nº 1 de Telheiras, pensou e muito menos autorizou a realização de uma festa de Natal que não respeitasse as orientações e normas da DGS.

5. Esclarece-se ainda que não houve lugar à realização de qualquer festa, logo as afirmações de um encarregado de educação “que solicitou o anonimato” são completamente falsas.

6. A Direção do AEVF lamenta que o jornal Correio da Manhã não tenha cumprido o seu papel de filtragem de afirmações manifestamente falsas, reproduzindo acriticamente considerações que apenas podem causar desconfiança e alarido, ao invés de se preocupar em comprovar e esclarecer os factos, nomeadamente consultando os visados, que, desde já, confirmam não terem sido contactados pela via oficial e por escrito.

7. A Direção do AEVF lamenta ainda que a comunicação social, em particular um jornal com o prestígio e a divulgação do Correio da Manhã, dê cobertura a esta tentativa de perturbação do bem-estar da comunidade escolar, que tanto tem feito na luta contra a pandemia da Covid-19, apoiando todos os seus alunos e respetivas famílias”.

A Direção do AEVF

Ver comentários
}