Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
8

Direito de Resposta da ex-mulher de Miguel Albuquerque

Referente à notícia "Diretor das modalidades do Sporting aterroriza ex-mulher".
24 de Outubro de 2020 às 01:30
"Face às recentes notícias trazidas a público, em que o meu nome e o da minha família são diretamente lesados, venho exercer o direito de resposta perante a divulgação de notícias feridas de verdade e descontextualizadas no tempo.

A queixa apresentada por mim e que despoletou o processo em causa remete-se a acontecimentos com mais de 3 anos e que culminou com uma condenação decretada há cerca de um ano e meio.

Em momento algum, eu ou a minha filha tivemos de receber qualquer tipo de assistência médica ou tratamento hospitalar.
Vivemos um momento negativo enquanto casal, com um comportamento de intimidação e impulsividade que me levou a apresentar queixa, queixa essa que não pode em algum momento ser retirada por se considerar crime público.

Na fase de conclusão do processo, já depois de nos termos reconciliado, decidimos em conjunto colocar uma pedra sobre o tema, não recorrendo da condenação que fosse decretada, de forma a não alongar um processo que já não nos fazia sentido.

Este tema vem num momento de paz e união enquanto casal e enquanto pais, num aproveitamento mediático da pessoa com quem estou há 16 anos, deixando-nos profundamente abalados com a imagem pública errada e descontextualizada dada a todo o processo."

Ex-mulher de Miguel Albuquerque (diretor-geral das modalidades do Sporting, que está suspenso de funções, segundo o clube)
Miguel Albuquerque crime lei e justiça questões sociais justiça e direitos política
Ver comentários
}