Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia

Remuneração bruta mensal média sobe para 1314 euros em 2020

Dados do INE mostram que remuneração bruta mensal por trabalhador aumentou 2,9% em 2020, face a 2019.
Lusa 11 de Fevereiro de 2021 às 12:36
Dinheiro
Dinheiro FOTO: Getty Images
A remuneração bruta mensal por trabalhador aumentou 2,9% em 2020, face a 2019, para 1.314 euros, divulgou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

A componente regular da remuneração bruta mensal por trabalhador subiu 3,3% para 1.073 euros e a remuneração base 3,4% para 1.007 euros, acrescentou.

De acordo com o INE, as variações em termos reais foram idênticas às variações nominais.

No quarto trimestre, a remuneração bruta mensal média (posto de trabalho) aumentou 3,5% para 1.473 euros.

A componente regular daquela remuneração aumentou 3,4% e a remuneração base subiu 3,5%, atingindo, respetivamente, 1.078 e 1.012 euros.

"Tendo em consideração que a taxa de variação do Índice de Preços do Consumidor (IPC) foi negativa (-0,2%), os aumentos das remunerações médias por trabalhador em termos reais foram 3,7%, 3,6 e 3,7%, respetivamente", refere.

Estes resultados dizem respeito a cerca 4,1 milhões de postos de trabalho, correspondentes a beneficiários da Segurança Social e a subscritores da Caixa Geral de Aposentações.

Segundo o INE, em 2020, a remuneração total foi mais elevada nas atividades de eletricidade gás, vapor, água quente e fria e ar frio (3.061 euros) e nas atividades financeiras e de seguros (2.555 euros), tendo subido 0,7% e 1,8%, respetivamente, em comparação com 2019.

Por seu turno, sinaliza, a remuneração total foi mais baixa nas atividades de agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca (814 euros) e nas atividades de alojamento, restauração e similares (830 euros), tendo, porém, subido 1,9% e 0,7%, respetivamente, em relação a 2019.

Em relação à dimensão das empresas, em 2020, a remuneração total variou entre 836 euros nas empresas do escalão de 1 a 4 trabalhadores e 1.631 euros nas empresas com 250 a 499 trabalhadores.

Nas empresas com 500 e mais trabalhadores, a remuneração total foi um pouco inferior a esta (1.609 euros).

A remuneração média por trabalhador nas empresas do escalão de 50 a 99 trabalhadores (1.297 euros) foi a que se situou mais próxima do total da economia (1.314 euros).

Em 2020, as remunerações do setor privado registaram um aumento anual de 2,7% para 1.192 euros, uma variação superior à registada, no mesmo ano, para o setor das Administrações Públicas, que registou um aumento de 2,4% para 1.893 euros.

INE economia negócios e finanças economia (geral)
Ver comentários