Barra Cofina

Correio da Manhã

Economia
6

Empresa de Warren Buffett com lucro de quase 40 mil milhões de dólares até junho

Berkshire Hathaway recupera assim do prejuízo de 23.451 milhões que registou no mesmo período de 2020.
Lusa 7 de Agosto de 2021 às 19:21
Warren Buffett
Warren Buffett FOTO: AFP
A Berkshire Hathaway, empresa do multimilionário norte-americano Warren Buffett, obteve um lucro líquido de 39.805 milhões de dólares no primeiro semestre, recuperando do prejuízo de 23.451 milhões que registou no mesmo período de 2020.

O lucro líquido do conglomerado com sede em Omaha (Nebraska) é equivalente a 33.838 milhões de euros, segundo os dados hoje divulgados.

O lucro operacional entre janeiro e junho foi de 13.704 milhões de dólares, mais 20% do que há um ano e a faturação total foi de 133.713 milhões (13% mais).

A Berkshire Hathaway melhorou os resultados graças à recuperação progressiva nos seus múltiplos negócios, que vão dos seguros à energia e infraestruturas, com grandes investimentos em ações, mas a empresa continuou a apontar para a incerteza, ao apresentar os resultados.

"A pandemia de covid-19 prejudicou quase todas as nossas operações em 2020, principalmente no segundo trimestre, embora os efeitos tenham variado significativamente. A dimensão dos efeitos a longo prazo ainda não pode estimada neste momento", refere em comunicado.

No segundo trimestre, a empresa teve um lucro líquido de 28.094 milhões de dólares (cerca de 23.880 milhões de euros), mais 7% do que no período homólogo do ano passado, com um lucro operacional de 6.686 milhões de dólares e uma faturação de 69.114 milhões (quase 22% mais do que há um ano).

Entre os negócios com mais impulso nos últimos três meses estão as infraestruturas para comboios, serviços públicos, energia e, em menor proporção, os relacionados com o setor imobiliário.

A empresa destacou que no final de junho os seus investimentos tinham aumentado o valor de mercado para 307.942 milhões de dólares e que a maioria deles ainda estava concentrada em quatro empresas cotadas: American Express, Apple, Bank of America e Coca-Cola.

Entre março e junho, a Berkshire Hathaway investiu cerca de 6.000 milhões de dólares na recompra de suas ações e já acumula 12.600 milhões destinados a esse efeito desde o início do ano.

EO // JMR

Lusa/fim

Ver comentários