Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
6

Sérgio Conceição justifica-se: "Fui a voz do descontentamento"

Técnico portista assume responsabilidades na goleada com o Liverpool, mas quer uma reação enérgica já na partida com o P. Ferreira.
Mário Figueiredo 2 de Outubro de 2021 às 01:30
A carregar o vídeo ...
Sérgio Conceição justifica-se: "Fui a voz do descontentamento"
"Fui a voz do descontentamento geral provocado pela derrota com o Liverpool (5-1). Só e mais nada." Foi desta forma que Sérgio Conceição abordou as críticas que fez após o jogo da Champions.

O treinador do FC Porto admitiu a sua quota parte no falhanço, mas deixou um aviso: "Sobre aquele jogo, sou o melhor treinador do Mundo, fui dissecá-lo até de manhã e sei que fiz coisas que não foram boas para a equipa. Todos somos bons treinadores no fim do jogo. As críticas são o que são. Tenho outros jogadores, mas optei por aqueles e tenho confiança total. É o quinto ano do treinador, já satura. A minha cara também não é grande coisa para alguns, pode criar algum incómodo. As pessoas procuram alguma coisa de mal quando, por vezes, o que temos em casa é que é bom."

Sérgio Conceição referiu que a mensagem que passou para o jogo com o Liverpool "é a mesma de há quatro anos". "Existe uma base de comprometimento aqui no clube e há certos princípios que têm de ser respeitados. Falei com os jogadores de forma frontal como há quatro anos e falei com a imprensa. Se calhar estão habituados a levar com bluff, mas eu não. Meto o meu sentimento cá para fora. Porque foi algo disparatado, como li? Sou e fui eu o principal responsável e estou a dar a cara. Não abdico das minhas convicções", concluiu, revelando que está focado no jogo deste sábado (18h00) com o P. Ferreira.

Diogo Costa resiste à goleada e mantém titularidade
"Podem escrever todos que o Diogo Costa vai jogar." Foi assim que Sérgio Conceição abordou uma possível mudança na baliza, depois da goleada com o Liverpool. O guarda-redes argentino Marchesín já está recuperado, mas a aposta vai continuar a ser no jovem guarda-redes, de 22 anos, formado nos dragões. O técnico foi questionado sobre a utilização do central Pepe, que continua a treinar limitado, mas respondeu com Diogo Costa...
Ver comentários
}