Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Taaramae aproveitou tranquilidade no pelotão para vestir a vermelha na Volta à Espanha

Ciclista já tinha vitórias na Vuelta e no Giro, mas nunca tinha vestido a camisola da liderança em nenhuma das grandes voltas.
Lusa 16 de Agosto de 2021 às 17:51
Rein Taaramae
Rein Taaramae FOTO: REUTERS/Felix Ordonez
O estónio Rein Taaramae (Intermarché-Wanty-Gobert) aproveitou a tranquilidade com que o pelotão atacou a terceira etapa da Volta a Espanha em bicicleta para vencer e chegar à liderança esta segunda-feira.

O experiente estónio, de 34 anos, já tinha vitórias na Vuelta e no Giro, mas nunca tinha vestido a camisola da liderança em nenhuma das grandes voltas, um sonho que cumpriu esta segunda-feira.

"É algo grande. Tenho 34 anos e já não tenho muitos anos para tentar fazê-lo. Já tinha vencido etapas na Vuelta, no Giro, mas sonhava muito em ser líder numa grande volta, pelo menos durante alguns dias. Estive muito perto no Giro, hoje consegui", disse Taaramae.

Naquela que foi a primeira chegada em alto da Vuelta de 2021, numa longa ligação de 202,8 quilómetros entre Santo Domingo de Silos e Picón Blanco, Taaramae venceu em 5:16.57 horas, menos 21 segundos do que o norte-americano Joe Dombrowski (UAE Emirates) e 36 do que o francês Kenny Elissonde (Trek-Segafredo).

Com o pelotão a deixar a fuga ganhar muito tempo, Taaramae conseguiu vestir a camisola vermelha, com 25 segundos de avanço sobre Elissonde e 30 sobre o esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), anterior líder e vencedor das últimas duas edições da Vuelta.

Taaramae, Dombrowski e Elissonde integraram a fuga do dia, que tinha ainda Lilian Calmejane (AG2R Citroen), Julen Amezqueta (Caja Rural), Tobias Bayer (Alpecin-Fenix), Jetse Bol (Burgos-BH) e Antonio Jesús Soto (Euskatel-Euksadi).

Os oito fugitivos seguiram juntos durante grande parte da tirada e chegaram a ter mais de nove minutos de avanço sobre o pelotão, no qual a Jumbo-Visma nunca pareceu muito preocupada em perder a liderança.

Com o aproximar da subida de primeira categoria para a meta, alguns dos elementos da fuga acabaram por ficar para trás, com Taaramae a atacar, já dentro dos três quilómetros finais, para a vitória, quando seguia apenas com Dombrowski e Elissonde.

Entre os favoritos, o espanhol Enric Mas (Movistar) conseguiu ganhar três segundos, chegando à frente de um grupo no qual vinha Roglic, entre outros, que cortou a meta 1.48 minutos depois de Taaramae.

O francês Romain Bardet (DSM) e o russo Aleksandr Vlasov (Astana) perderam 29 segundos para os favoritos, com o equatoriano Richard Carapaz (Ineos), campeão olímpico, a perder um minuto.

Nelson Oliveira (Movistar) e Rui Oliveira (UAE Emirates), os dois portugueses em prova, chegaram juntos à meta, a 13.11 minutos do vencedor.

Na terça-feira, corre-se a quarta etapa, com uma ligação de 163,9 quilómetros entre El Burgo de Osma e Molina de Aragón.

NFO // VR

Lusa/Fim

Rein Taaramae Vuelta desporto ciclismo
Ver comentários