Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto

“Isto até parece um jogo da UEFA”: Treinador do Sp. Braga brinca com arbitragem em jogo contra Paços de Ferreira

Carlos Carvalhal fala, com alguma ironia à mistura, da nomeação de um árbitro francês e dá voto de confiança aos árbitros portugueses.
Mário Pereira 11 de Setembro de 2021 às 09:37
Carlos Carvalhal diz estar satisfeito com o plantel
Carlos Carvalhal diz estar satisfeito com o plantel FOTO: Luís Vieira / Movephoto
"Isto até parece um jogo da UEFA, por ter um árbitro estrangeiro”, disse esta sexta-feira Carlos Carvalhal, treinador do Sp. Braga, no lançamento do jogo deste sábado (15h30) em Paços de Ferreira, que será dirigido pelo juiz francês Willy Delajod.

A presença do gaulês acontece ao abrigo de um protocolo de intercâmbio entre os órgãos de arbitragem das federações de Portugal e França. Em sentido inverso, Luís Godinho vai apitar o jogo Bordéus-Lens (domingo).

Carvalhal abordou o assunto, de forma abstrata. “O nível da arbitragem portuguesa subiu muito nos últimos 10, 20 anos. Mesmo a nível da credibilidade, está muito acima. Os árbitros cometem erros, mas tentam fazer o seu melhor. Não tenho a preocupação de saber quem é o árbitro, já me aconteceu saber quem é só no dia do jogo. Neste sábado é uma experiência nova e espero que seja o mais discreto possível.”

Noutro âmbito, Carlos Carvalhal disse estar satisfeito com o seu plantel, agora que o mercado está fechado. “Está muito equilibrado. Aceitaria qualquer plantel e, com estas três prendas, Yan Couto, Diogo Leite e Chiquinho, melhor ainda.”

Sobre o jogo de hoje em Paços de Ferreira, diz ser “uma das saídas mais difíceis do campeonato”. Disse mesmo estar um nível acima das deslocações aos terrenos do Moreirense e do Marítimo, dois jogos que o Sp. Braga ganhou.



Paços de Ferreira UEFA Willy Delajod Sp. Braga Carlos Carvalhal Carvalhal desporto futebol
Ver comentários
}