Barra Cofina

Correio da Manhã

Desporto
9

Boavista imparável

O Boavista alcançou ontem a 7.ª vitória consecutiva na Liga (iguala a melhor série desta época, conseguida pelo Benfica) e subiu ao 4.º lugar, com 44 pontos, os mesmos do Sp. Braga (só joga segunda-feira).
25 de Fevereiro de 2006 às 00:00
Num relvado encharcado e em más condições para se jogar futebol, o Boavista chegou ao golo logo aos 10’. Manuel José cobrou um livre, do lado direito, e João Pinto aproveitou a falha na marcação dos gigantes Gregory e Rovérsio para, de cabeça, bater o guardião Paulo Jorge e alcançar o seu 9.º golo na Liga. Depois assistiu-se a uma forte reacção da formação gilista e Carlitos esteve muito perto de restabelecer o empate, com um remate ao poste da baliza de William. Na segunda parte, o Gil continuou a pressionar o Boavista, mas sem eficácia para empatar.
Já após o final do jogo, Luís Coentrão e Hélder Rosário – abandonou o relvado a chorar – foram expulsos após trocarem agressões. O ambiente aqueceu e a saída para os balneários foi atribulada. A Polícia teve de intervir para separar os jogadores.
FICHA DO JOGO
Local: Estádio Cidade de Barcelos, em Barcelos (2.000 espectadores)
Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa)
GIL VICENTE: Paulo Jorge, João Pereira (Braima, 77m), Rovérsio, Gregory, João Pedro, Bruno Tiago, Gouveia, Elias (Luís Coentrão, 64m), Carlitos, Nandinho (Carlos Carneiro, 46m) e Mateus. Treinador: Ulisses Morais.
BOAVISTA: William, Manuel José, Hélder Rosário, Cadú, Areias, Lucas, Paulo Sousa, Tiago, Zé Manuel (Rui Duarte, 25m), João Pinto (Oravec, 78m) e Paulo Jorge (Cissé, 90m). Treinador: Carlos Brito.
Marcador: 0-1, João Pinto (10m).
Acção disciplinar: Amarelos - Rovérsio (40m), Nandinho (41m), João Pereira (53m), Carlos Carneiro (59m), Areias (61m), Cadú (65m), Hélder Rosário (70m) e João Pinto (74m); Vermelhos - Hélder Rosário e Luís Coentrão, após apito final.
Melhor jogador: João Pinto
Ver comentários
}