Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Human Rights Watch denuncia detenções arbitrárias de tigrenses na Etiópia

Violações dos direitos humanos por parte das forças de segurança contra a etnia tem vindo a aumentar.
Lusa 18 de Agosto de 2021 às 12:25
Etiópia
Etiópia FOTO: Reuters
A organização não-governamental (ONG) Human Rights Watch (HRW) denunciou esta quarta-feira que desde finais de junho as autoridades etíopes estão a "deter arbitrariamente" e fizeram desaparecer na capital do país cidadãos procedentes da região separatista de Tigray.

"As autoridades devem imediatamente dar conta dos tigrenses desaparecidos, libertar os detidos sem provas concretas de delitos e terminar a discriminação", disse a HRW num comunicado divulgado esta quarta-feira, e citado pela agência espanhola de notícias Efe.

Segundo a organização focada nos direitos humanos, as violações dos direitos contra os tigrenses residentes em Adis Abeba por parte das forças de segurança começaram a aumentar a partir de 28 de junho, data em que as forças locais recuperaram o controlo de Mekele, a capital desta região que está em confronto com as autoridades centrais desde novembro.

Human Rights Watch Etiópia ONG Tigray direitos humanos tigrenses etnia
Ver comentários